post

Chocolate: A Moeda dos Maias

2020-04-29 21:54:06 Escrito por: Equipe do Site

Conheça os fatos por trás da história do “Chocolate ser A Moeda dos Maias”.

O mundo contemporâneo está repleto de gostosuras, que são verdadeiras tentações. E não se pode negar que o Chocolate é a representação ideal desse cenário. Mas cientistas querem saber a razão do chocolate ter se tornado a Moeda dos Maias. Se interessou? Leia esse artigo até o final e entenda!

Você já se perguntou quando foi que a humanidade começou a produzir o chocolate? Saiba que muitos antropólogos estudam o caso, e recentemente um estudo comprovou que cerca de 3,6 mil anos atrás, o cacau (fonte primária para a fabricação do chocolate) era extremamente valioso!

 

Chocolate: A Moeda dos Maias

A origem do Cacau

Para entender o surgimento da domesticação do cacau, ou seja - do primeiro plantio a colheita - cientistas analisaram os genomas de 200 plantas de cacau. Feito isso, pode-se deduzir como cada subespécie estava interligada a outra.

Quando você resolve domesticar uma planta, pode escolher quais são as características que deseja obter, realizando diversos cultivos e corrigindo diferentes aspectos, relacionados a sabor, coloração e tamanho.

O resultado desses experimentos, é que os genes acabam se distanciando dos parentes selvagens, tornando-se espécies únicas. E os Maias entenderam isso muito bem!

Cacau Criollo – Uma raridade mundial

Os pesquisadores descobriram o Criollo, uma variedade raríssima de cacau, muito cobiçada nos dias atuais, que corresponde à 5% de todo o cultivo de cacau do mundo.

Ao comparar as variações de cacau espalhadas pelo mundo, o geneticista Omar Cornejo, da Universidade do Estado de Washington, ressaltou que apenas o Cacau Criollo é compatível com a domesticação da época (período da civilização Maia).

O cientista, completa, dizendo que como o cultivo foi feito de geração a geração, o sabor e o teor de teobromina (substância que dá ao chocolate o sabor amargo), mudaram, e suas qualidades estimulantes aumentaram.

Acontece que para os estudiosos, esse primeiro cultivo ocorreu na América, porém os Maias viviam na Mesoamérica. O que resultou em uma publicação recente, que apresenta uma possível solução para o caso.

O povo Maia tinha contato com alguns grupos do Pacífico, e um pedaço de Cacau Criollo foi encontrado em uma rocha no Equador (região até então, habitada por povos Maia), o que corroborou a afirmação de que isso só foi possível, por meio de comercialização.

Chocolate: A Moeda dos Maias

Comprovação científica

A princípio, o chocolate fazia parte de um sistema feudal, sendo ofertado como troca de objetos, grãos e animais. Mas no finalzinho do século VII, passou a ser de fato, a Moeda dos Maias.

Os grãos secos de cacau eram uma espécie de moeda, que promoviam a compra de outros alimentos, tornando-se assim, uma forma de pagamento.

Uma pesquisa relacionada a antiga civilização pré-colombiana revelou que o chocolate era de fato uma unidade monetária, e além de objetos, animais e iguarias, também servia como moeda de troca de serviços.

Esse estudo foi realizado por Joanne Baron, arqueóloga de Nova Jersey, e teve como base, as imagens, pinturas e esculturas datadas do período 250 a.C e 900 d.C, que retratavam a civilização Maia.

Segundo Joanne, foi nesse período que se pode notar a “monetização dos grãos de cacau”.

As imagens analisadas puderam retratar que além do chocolate ser uma forma de pagamento do comércio, também era utilizado para pagar impostos às autoridades locais.

 Chocolate: A Moeda dos Maias

A representação do Chocolate na época

Antigamente, o cacau era a representação de fartura, e diferenciava a população, ou seja, quem tinha posse de plantações de cacau, ou podia comprar muitos grãos, era considerada uma pessoa abonada.  

A arqueóloga Baron ainda revela que, o chocolate quente era a bola da vez, sendo oferecido em troca de serviços caros.

Em uma das imagens analisadas, uma mulher oferece chocolate quente a um rapaz, em troca de uma massa de comida para fazer tamales.

Além do chocolate, o grão de milho, tecido de algodão e o tabaco também surgem retratados na história, como Moeda dos Maias, porém, os grãos secos de cacau aparecem como principal fonte de comercialização na Antropologia Econômica, de Baron.

A arqueóloga acredita que os reis coletavam grãos de cacau para pagar os trabalhadores e para realizar suas compras no mercado.

Apesar de muitos pesquisadores acreditarem que foi a seca que levou a queda de toda a civilização maia, Baron rebate, dizendo que o colapso econômico da época, ocorreu por conta da interrupção da oferta de cacau que alimentava o poder político.

Independente do fato que cerca todo esse cenário envolvendo a Moeda dos Maias, não se pode negar que, transformar o cacau em dinheiro era bastante conveniente, afinal, boa parte das sementes de cacau eram retiradas para a produção de chocolate, o que agregava ainda mais valor a moeda.

Acontece que algumas falsificações foram descobertas, onde algumas pessoas removiam a polpa das sementes de cacau e colocavam cascas de abacate, ou ainda, terra. E isso poderia afetar o valor monetário do fruto.

 Chocolate: A Moeda dos Maias

O caminho até aqui

O Chocolate era de fato a Moeda dos Maias, e além deles, os Astecas também o utilizavam, considerando-o uma bebida sagrada, consumindo apenas em grandes cerimônias.

Naquela época o chocolate era torrado, depois misturado a outros elementos, como milho fermentado e pimenta, resultando em uma bebida espumosa e cremosa.

Depois de muito tempo, o cacau viajou o mundo, e a pimenta e o milho, foram substituídos pelo açúcar, transformando seu sabor, no que conhecemos atualmente.

Só com o fim da Revolução Industrial que o chocolate ficou mais barato, e deixou de ser um alimento nobre, exclusivo de reis e rainhas. Passando a ser comercializado em grande escala, e sendo acessível a todos!

Atualmente, a maior produção de cacau no Brasil se encontra localizada no Sul da Bahia, que conta com mais de 30 mil propriedades rurais.

A maior parte da matéria-prima tem sido consumida dentro no país, sendo que a produção nacional é capaz de movimentar mais de 14 bilhões de reais por ano.

Apesar do Brasil ter uma produção em grande escala, não é suficiente para atender toda a demanda do país, isso porque, o brasileiro consome diversos produtos fabricados a partir do cacau.

Por isso, não perca tempo e garanta já o seu produto aqui no site dos Melhores Chocolates do país!

Última atualização 2020-05-07 11:22:14
Lido 35 vezes

Deixe um comentário

0 Comentários

Todos os campos marcados com (*) são obrigatórios